Mulan – Crítica

 

Mulan é o mais recente esforço da Disney em adaptar os seus clássicos animados a live-action, desviando-se assim da versão que todos conhecemos e entregando-nos, no processo, toda uma nova versão mais medíocre, comparável aos desapontantes remakes de “O Rei Leão” e “Maléfica”. 

 

O filme conta a história de uma mulher que, após ter o pai enfermo convocado para lutar numa nova guerra, se junta ao exército chinês na esperança de honrar a família. Contudo, às mulheres não lhes era permitido lutar, forçando Mulan a esconder-se atrás de uma fachada, de uma nova identidade masculina, de forma a evitar ser executada. 

 

mulan-critica

 

Cada uma das cenas é cuidadosamente gerada, com belas cores e cenários deslumbrantes, paisagens de cortar a respiração e enquadramentos perfeitos (apesar de também ser um filme possuidor de alguns efeitos especiais fracos em partes). Niki Caro, a realizadora, distingue-se com o seu cuidadoso trabalho para nos entregar uma maravilha visual, o problema, contudo, é o guião. 

 

Esta mais recente interpretação de Mulan é detentora de um fraco guião, sem grande coração, sem a energia que tornou o clássico animado tão único e memorável, um guião completamente comercial que, numa joga completamente idiota, torna a personagem principal em mais uma “escolhida”. Não que o filme não tente passar uma boa mensagem, porque certamente tenta, mas ao fornecer à personagem principal habilidades não naturais, acaba por despi-la do mérito de começar do nada e se tornar numa guerreira feita, tornando-a simplesmente numa pessoa que já detinha tudo aquilo que a torna especial, ao invés de o conquistar, como na versão animada original.

 

mulan-critica

 

No seu todo, sinto que Mulan é uma completa jogada comercial, um filme vazio e que não justifica a sua existência para além da tentativa de extorquir mais uns euros para um estúdio esfomeado. 

 

O filme é um misto de maravilha visual e conteúdo comercial medíocre, que nos deixa um sabor agridoce na boca após a sua visualização. Mulan oferece certamente algo diferente e, como referi, para além da sua beleza, é detentor de algumas cenas memoráveis, mas um fraco guião e um vazio sem alma impedem este filme de ser realmente bom.

 

rating-5-10

5/10 – Escrito e Avaliado por Fábio Fonseca

Deixe uma resposta